Rio Branco|AC – O vídeo no qual a jovem Débora Bessa, de 19 anos, aparece sendo brutalmente assassinada a golpes de terçado foi divulgado nas redes sociais somente na manhã de sexta-feira, 26/01, mas a gravação já estava em poder da polícia há mais de uma semana e, de acordo com o delegado responsável pelas investigações, Rêmulo Diniz, todos os envolvidos já foram identificados.

Segundo informações a jovem tinha saído da facção Bonde dos 13 para se converter a uma igreja evangélica, teve cabeça decapitada por membros da facção Comando Vermelho.

A polícia já conseguiu apurar que o vídeo foi gravado por uma mulher, que já foi chamada para prestar esclarecimentos na delegacia. O inquérito foi parcialmente concluído e o poder judiciário provocado a expedir os devidos mandados judiciais, dependendo a polícia apenas da autorização da Justiça para prender os suspeitos.

No total, participaram da gravação duas mulheres e quatro homens, sendo dois deles menores. Todos devem ser indiciados pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver, organização criminosa e corrupção de menores.

 

Fonte: contilnetnoticias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui