Em fevereiro deste ano, um pombo foi registrado pelos radares de velocidade voando a 45km/h em uma área em que a velocidade máxima era de 30km/h

Uma cidade no oeste da Alemanha, chamada Bocholt, tem que lidar com um novo tipo de infração de trânsito. Em fevereiro deste ano, um pombo foi registrado pelos radares de velocidade voando a 45km/h em uma área em que a velocidade máxima era de 30km/h. O feito da ave foi publicada pelas autoridades locais e se tornou viral.

Normalmente, a multa por excesso de velocidade teria valor de 25 euros, o que equivale a R$ 111. Obviamente, a ave não pode ser localizada – muito menos cobrada pela infração.

O município afirmou que há uma margem de tolerância de 3km/h em casos de excesso de velocidade, o que não se aplica ao pombo, que voava em uma velocidade 12km/h acima do permitido e estava “em rota de colisão com veículos e pedestres”.

Os moradores reagiram na publicação das autoridades no Facebook, comentando que se tratava, claramente, de um pombo de corrida. Um outro cidadão brincou que a punição apropriada para o “infrator” seria a prestação de serviço comunitário como pombo correio.

Na publicação, a cidade de Bocholt ainda brincou, questionando: “Acima de tudo, resta saber se e como o pássaro veloz vai pagar sua multa de 25 euros”.

REDAÇÃO O POVO ONLINE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui