Uma tentativa de fuga na noite desta terça-feira (14) terminou com a morte de um preso na Delegacia de São José dos Pinhais.

De acordo com informações repassadas para a imprensa no local, alguns presos teriam solicitado medicamentos aos investigadores de plantão. No momento em que a entrega era realizada os presos partiram pra cima do investigador. Ele teria entrado em luta corporal e efetuou alguns disparos para se proteger. Um dos presos foi baleado e morreu na hora. Ele foi identificado por Cristiano Rodrigo Adriano 25 anos, ele respondia por latrocínio.

O policial civil conseguiu evitar a tentativa de fuga e pediu apoio ao COPE.

A Polícia Militar e a Guarda Municipal estiveram também no local junto com os Direitos Humanos.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Curitiba.

Por volta de meia noite a situação foi controlada e encerrada.

Atualização

Em nota, a Polícia Civil informou que o motim teve início às 21h, quando os detentos reivindicaram atendimento médico para um preso que estaria passando mal. Um inquérito policial foi instaurado para apurar os fatos. Confira a nota:

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) informa que na noite de terça-feira (14/05), por volta das 21 horas, os detentos da Carceragem de São José dos Pinhais iniciaram um motim reivindicando atendimento médico para um detento que estaria passando mal. De imediato, um policial civil plantonista foi verificar a situação – momento em que acabou sendo rendido pelos presos, que passaram a espancá-lo violentamente dizendo que iriam matá-lo.

Outro policial civil plantonista deu ordem para que cessassem as agressões, entretanto não foi atendido e o servidor continuou sendo espancado pelos detentos. Em razão disso efetuou um disparo de arma de fogo na porta de ferro da carceragem, porém os detentos continuaram o espancamento. Devido ao real risco de morte do servidor rendido, o investigador desferiu outro disparo contra os agressores, resultando na morte do preso Cristiano Rodrigo Adriano, 25 anos.

Cinco detentos que tentaram contra a vida do policial civil foram autuados em flagrante por tentativa de homicídio. Inquérito Policial foi instaurado para apurar os fatos.

Fonte: Massa News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui