Internacional – Haiti em estado de emergência e nenhum país intervém ou envia ajuda.

0
66
O Haiti está em estado de emergência, mas é ignorado pela comunidade internacional. Crédito: AFP
Resultado de imagem para banner 728x90 gif

Sejamos claros: no Haiti não há petróleo ou recursos naturais para serem explorados. Talvez seja essa a razão pela qual os poderes “tão preocupados” pelo bem-estar dos países não recorrem à sua ajuda, como se tivessem acontecido com outros países em crise em ocasiões anteriores.

O presidente do Haiti, Jovenel Moise, emitiu na quarta-feira a ordem de estado de emergência econômica no país, com o objetivo de reduzir o nível de atuação do Estado.

No momento, o Haiti está passando por uma grave crise sócio-econômica causada pela desvalorização de sua moeda frente ao dólar.

O estado de emergência econômica no Haiti fixa como um acordo a redução de custos para adquirir produtos de primeira necessidade, a fim de favorecer a economia dos lares. Também fortalece projetos sociais e o cancelamento de isenções fiscais e alfandegárias ao longo do ano de 2019.

Crise no Haiti

A situação precária no Haiti está levando os moradores a migrar principalmente para a República Dominicana. Enquanto isso acontece, a comunidade internacional fica de boca fechada e olha para o outro lado.

O Haiti continua paralisado em meio a protestos violentos convocados por setores da oposição e grupos sociais sob o governo do presidente Moise.

O Haiti continua paralisado em meio a protestos violentos convocados por setores da oposição e grupos sociais sob o governo do presidente Moise.
O Haiti continua paralisado em meio a protestos violentos convocados por setores da oposição e grupos sociais sob o governo do presidente Moise.

A capital continua bloqueada por barricadas e pneus acesos nas estradas principais, impossibilitando a comunicação entre Porto Príncipe e o resto do país caribenho.

Até agora, várias pessoas morreram desde o início dos protestos. Escolas e bancos ainda estão fechados, bem como empresas e postos de combustível, muitos dos quais foram saqueados nos dias de hoje por manifestantes que denunciam a precariedade econômica do país.

Os manifestantes exigem que Moise renuncie devido a um escândalo centrado no fundo Petrocaribe, sob o qual a Venezuela forneceu petróleo ao Haiti a preços reduzidos e sob condições de crédito fáceis durante anos.
Os manifestantes exigem que Moise renuncie devido a um escândalo centrado no fundo Petrocaribe, sob o qual a Venezuela forneceu petróleo ao Haiti a preços reduzidos e em condições de crédito fáceis durante anos. Crédito: AFP

História sombria

O Haiti é o único país do mundo que foi forçado a pagar “compensação” aos traficantes de escravos após todos os crimes de escravidão sofridos e também forçado a pedir três empréstimos (1825, 1874, 1875) à própria França. Por meio século dos anos 1800, a quantia que foi ejetada do tesouro público haitiano para enriquecer os banqueiros franceses e os ex-traficantes de escravos.

Devemos também mencionar a enormidade de algumas outras compensações reivindicadas pela Alemanha, França, Inglaterra e EUA. Devemos mencionar também a imensa corrupção política que existe no país.

O Departamento de Estado dos EUA anunciou que retirará todo o “pessoal não emergencial” do Haiti e advertiu os americanos a não viajarem para a nação em dificuldades.

O Haiti não é apenas um país com uma história quase de “maldição”, ele também sofreu catástrofes nos últimos anos e um governo totalmente corrupto. E se o Haiti tivesse petróleo, outro seria história 

codigooculto.com

Resultado de imagem para banner 728x90 gif

DDEIXE UMA RESPOSTAEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui