Radares que vão acabar com “pontos cegos” nas fronteiras brasileiras serão instalados em 2019

0
10

Parceria entre Ministério da Segurança Pública e Força Aérea Brasileira (FAB) vai garantir mais segurança para as fronteiras de Mato Grosso do Sul com Paraguai e Bolívia. O acordo de cooperação permite que o Ministério da Segurança Pública repasse R$ 140 milhões à Força Aérea Brasileira para adquirir três radares móveis, que vão detectar aviões do narcotráfico.

Os equipamentos, que serão instalados nas cidades Corumbá, Ponta Porã e Porto Murtinho, vão acabar com os últimos “pontos cegos” no espaço aéreo brasileiro. O governador Reinaldo Azambuja acompanhou a apresentação feita nesta sexta-feira (30.11) pela FAB, na Base Aérea de Campo Grande.

As aeronaves voam baixo para fugir da fiscalização. “Esses dois pontos cegos despertam preocupação e os dois radares vão permitir acompanhamento mais eficaz das fronteiras no combate ao tráfico de drogas e armas que irriga o crime organizado nos grandes centros. Esses três radares são mais um passo para blindar a fronteira e melhorar o desempenho da segurança pública”, afirmou Reinaldo.

Autoridades visitaram as instalações da Base Aérea de Campo GrandeAutoridades visitaram as instalações da Base Aérea de Campo Grande

De acordo com Secretário Nacional de Segurança Pública, Brigadeiro João Tadeu Fiorentini, os radares vão garantir a fiscalização aérea de até 5.000 pés (1.500 metros de altura). Em altitudes superiores o espaço brasileiro já é 100% protegido, segundo ele. “O recurso está garantido e os novos radares devem ser instalados em 2019. Também está prevista a compra de novos radares móveis”, disse.

s equipamentos vão funcionar 24 horas por dia. Em 2018, duas aeronaves usadas por narcotraficantes foram alvejadas e outras duas obrigadas a pousar em Mato Grosso do Sul e a FAB apreendeu 1.715 quilos de pasta-base de cocaína.

Também participaram do evento o senador Pedro Chaves, deputado federal Dagoberto Nogueira; secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar, Coronel Joilson, e o comandante-geral da Polícia Militar, Coronel Valdir Acosta.

pontaporainforma

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui