Os partidos de esquerda no Parlamento da França apresentarão, na próxima segunda-feira (10), moção de censura contra o governo, por causa de sua gestão da crise dos “coletes amarelos” e para mostrar que “outra via é possível”.

Segundo o primeiro-secretário do Partido Socialista, Olivier Faure, a moção de censura tem o apoio da França Insubmissa (esquerda radical) e do Partido Comunista, embora deseje que outros grupos se somem à iniciativa na Assembleia Nacional, onde o partido do governo conta com maioria absoluta.

Manifestantes dos coletes amarelos bloqueiam o acesso a uma refinaria de petróleo em Frontignan (França).
Manifestação dos “coletes amarelos” na França – Guillaume Horcajuelo/EFE/Direitos reservados

Em entrevista, Faure explicou que os três grupos vão “buscar nos próximos dias a ampliação do número de partidos que se somem à moção”, que tem escassas chances de prosperar devido à cômoda maioria absoluta que tem o partido do governo.

Consciente disso, o líder socialista se perguntou: “Para que serve? Para demonstrar que outra via é possível (…) Há uma finalidade comum, que a Justiça seja mais firme”.

FONTE: Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui