Segundo imprensa sul-coreana, trem especial cruzou fronteira com destino a Pequim, onde líder da Coreia do Norte deve se reunir com presidente chinês. Este seria o quarto encontro bilateral em menos de um ano.

Um trem especial da Coreia do Norte atravessou a fronteira com a China nesta segunda-feira (07/01), segundo divulgou a agência de notícias sul- coreana Yonhap. O destino final do veículo seria Pequim, o que gerou especulações sobre uma eventual visita oficial do líder norte-coreano, Kim Jong-un, ao país vizinho.

O trem, que atravessou a fronteira por volta das 22h15 (horário local), é aguardado em Pequim na manhã de terça-feira, acrescentou a agência sul-coreana. A China é o principal aliado diplomático e comercial do país isolado.

Segundo a imprensa local, Kim estaria a bordo do trem para sua quarta cúpula com o presidente chinês, Xi Jinping, realizadas em menos de um ano. Autoridades oficiais não confirmaram e nem negaram as especulações.

Em 2018, o líder norte-coreano visitou a China em três ocasiões. Nenhuma das viagens foi anunciada previamente. A primeira visita ocorreu em março e marcou o primeiro encontro entre os líderes desde que Kim assumiu o poder, há seis anos. A viagem aconteceu antes das reuniões históricas de Kim com os presidentes sul-coreano, Moon Jae-in, e americano, Donald Trump.

Uma suposta visita de Kim à China aumenta as especulações sobre um novo encontro entre o líder norte-coreano e o presidente dos Estados Unidos. Eles se reuniram pela primeira vez em junho do ano passado em Cingapura, onde assumiram compromissos para a desnuclearização da península coreana. As conversas entre a Coreia do Norte e os EUA, porém, não avançaram desde então.

Na semana passada, Trump afirmou que recebeu uma “grande carta” de Kim, mas se recusou a revelar seu conteúdo. O presidente disse apenas que a Coreia do Norte buscava um novo encontro.

Espera-se ainda que Kim volte a se reunir em breve com o presidente sul-coreano. A visita à China está sendo vista com um movimento possível antes dos novos encontros com Moon e Trump.

Fontes diplomáticas disseram ainda que Xi deve ir, em algum momento, à Coreia do Norte, na que seria a primeira visita de um líder chinês ao país desde 2005.

Deutsche Welle

Por: brasilsoberanoelivre

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here